Chegando dos Estados Unidos, as promoções Black Friday já conquistaram o Brasil. Desde o final das vendas do verão, todos os fãs de compras estão à espera da chegada da Black Friday. Todos esperamos a chegada desses 4 dias de promoções (de 24 a 27 de novembro) para comprar um máximo de coisas a um preço barato. Mas barato nem sempre é sinônimo de bom negócio. Aqui vamos dar algumas dicas para evitar as armadilhas das lojas durante o Black Friday e aproveitar o máximo deste evento.

Black Friday brasil

Antes de le dar nossos conselhos, um pouco de história sobre o Black Friday

Historia da Black Friday

A Black Friday é uma tradição do varejo americano que acontece na 4ª sexta-feira de novembro, logo após o dia de Ação de Graças.
Há várias versões para a origem do termo “Black Friday”. Porém, a mais aceita é a que diz que o termo surgiu na década de 60, como uma gíria policial que se referia ao trânsito caótico que ocorria após o feriado de Ação de Graças, devido a grande quantidade de pessoas na rua para as compras de Natal.
Outra versão sugere que o termo surgiu no final do século XIX, após crise em instituições financeiras.

Aqui no Brasil, o Black Friday começou em 2010 e é focada principalmente nas compras online, mas também já tem loja física entrando na promoção! A Black Friday brasileira teve sua primeira edição em 2010, exclusiva para e-commerce, organizada pelo publicitário Pedro Eugênio, criador do site Busca Descontos

Algumas lojas começam as promoções na quinta-feira à noite, que ficou conhecida como a “Quinta-feira Cinza”, e alguns continuam até a segunda-feira, chamada de “Cyber Monday”, que é quando as lojas online oferecem descontos lá nos Estados Unidos.

Nossas 5 dicas para aproveitar o Black Friday

Tenha uma ideia do que pretende comprar

As ofertas são sempre tentadoras para não gastar mais do que o necessário, é uma boa idéia fazer uma lista das coisas que deseja comprar. Desta forma, eles irão diretamente ao que eles precisam e não irão terminar o Bom Fim com 10 camisas brancas e 5 calças ou pior, acabar com a semana endividado.

 Determine seu orçamento

Recomendamos que você verifique quanto dinheiro você precisa gastar na Black Friday. Você não quer terminar o mês comendo arroz porque nada lhes fique de resto. Além disso, saber o seu orçamento permitirá que você faça com mais facilidade uma lista do que deseja comprar e obtenha.

Compare os preços

Por mais que a Black Friday seja um dos maiores eventos comerciais do ano, o que indica ser uma ótima oportunidade para comprar os mais diferentes artigos, não deixe de comparar preços.

Apesar de ser uma prática natural que o consumidor deve ter, a comparação de preços na Black Friday é algo a ser salientado com certo destaque. Isso se dá em função de muitos sites e lojas anunciarem promoções, mas sem oferecer desconto algum tentando atrair o comprador através apenas da mobilização. Mas, na prática, oferecem preços até maiores do que os de outros vendedores que não entraram na campanha.

Recomendamos que você procure antes da Black Friday os preços dos artigos que o interessam em comparadores online como o Google Shopping e Amazon ou aplicativos como ShopSavvy e Bakodo. Esses aplicativos são uma boa opção para rastrear a evolução dos preços

Analise suas promoções de cartões

Alguns bancos oferecem ofertas especiais, como pontos, descontos ou prêmios, se você paga com seus cartões de crédito, para aproveitá-los, sugerimos que esteja ciente de seus correios ou e-mails eletrônicos, onde o notificará. Você também pode verificar as ofertas nos sites do seu cartão de crédito.

Verifique os custos de envio e devolução

É tentador ver suas roupas favoritas em 30%, 40% ou 50% de desconto, nós sabemos. No entanto, antes de lançar para comprar uma revisão on-line da seção de envio e retorno (geralmente encontrado na parte inferior da web). Alguns vendedores usam essa técnica para colocar preços muito baixos e recuperar os benefícios nos custos de envio. Muitos sites facilitam a coleta do seu pedido para armazenar com o custo 0, uma boa opção a considerar.

Para compras em lojas físicas, aconselhamos você a manter o ingresso ou fatura após uma compra porque, sem ele, será muito difícil para você retornar algo que você já pagou. Informe-se sobre como é tratada a questão das garantias, bem como a possibilidade de retorno. Mesmo que seja um período de descontos, o estabelecimento é obrigado a oferecer o mesmo serviço pós-venda: um corte no preço não implica redução nos direitos do consumidor.

 

Esperamos que essas dicas lhes permitam tirar o máximo proveito da Black Friday e obter tudo o que você deseja. Não hesite em compartilhar suas dicas ou anedotas sobre o Black Friday.