O Dia da Independência da Bahia é celebrado no dia 2 de julho. Este dia é a ocasião de celebrações e cerimônias que comemoram a história da cidade de Salvador de Bahia.

independencia da bahia

História da Bahia

A criação da Bahia

Salvador de Bahia foi descoberto e conquistado pelos portugueses em 1500, com Pedro Alvarez Cabral. Em 1501, o litoral da Bahia é explorado pelo capitão português Gaspar de Lemos Cabral, os primeiros portugueses desembarcam e constroem suas casas no Morro de São Paulo, mais ao sul de Salvador de Bahia.

Foi apenas em 1549 que a cidade é estabelecida sob o nome de Salvador por marinheiros portugueses comandados por Tomé de Souza, o primeiro governador geral do Brasil. Construída em um penhasco voltado para a Baía de cidade de Todos os Santos. Salvador tornou-se rapidamente um importante porto e centro da indústria do açúcar e do comércio de escravos.

A história da Independência da Bahia

Em 08 de maio de 2013, o dia da independência da Bahia (2 de Julho) foi oficialmente reconhecida pelo Senado como uma data de importância nacional no Brasil. O reconhecimento não significa se tornar um feriado nacional, mas a data continua a ser importante no coração do povo da Bahia.

Enquanto Dom Pedro I proclamou a independência do Brasil nas margens do rio do Ipiranga em São Paulo, a guerra pela independência da Bahia contra o exército Português estava em pleno andamento. Na verdade, a batalha pela independência da Bahia começou bem antes da luta pela independência do Brasil. A independência da Bahia foi declarada após a independência do Brasil. Graças aos esforços do povo da Bahia, os portugueses deixam o Brasil.

O povo da Bahia orgulha-se desta data, pois simboliza a verdadeira luta pela independência, quando houve uma união das pessoas de diferentes classes, escravos e índios para lutar contra os portugueses. Eram 1500 brasileiros contra 3000 soldados portugueses, e mesmo em menor número, conseguiram sair vitoriosos.

Em 1822, a corte real em Lisboa ordenou o comandante português Madeira de Melo para recuperar o controle da Bahia após o regresso de Dom João VI. Rumores de que seu filho, Dom Pedro I, não retornaria a Portugal levou à nomeação de Madeira de Melo.

Cercado, sem comida e munição, Madeira de Melo pediu mais soldados portugueses ao rei. Neste momento, Dom Pedro I enviou o mercenário francês Pedro Labatut, para expulsar o inimigo. Labatut tinha participado anteriormente nas guerras napoleônicas, e também lutado ao lado de Simon Bolivar na Colômbia. Importante lembrar que os portugueses tomaram posse do Brasil para evitar que os franceses o fizessem.

A batalha de Pirajá, foi um momento decisivo para a luta pela independência da Bahia e do Brasil. A história da batalha diz que um soldado português que lutava ao lado dos brasileiros, soprou em seu instrumento para desorientar as tropas portuguesas. O som emitido era um sinal conhecido pelas tropas para avançarem. Infelizmente, para os portugueses, esta tática não era apropriada no momento, e em vez de avançar, eles tiveram que recuar, dando a vitória para o Brasil. Os portugueses restantes se reuniram no centro da cidade, mas eles estavam fracos, cansados, quase sem munição, e rodeados por uma frota brasileira no mar. Dada a situação, Madeira de Melo e os soldados portugueses decidiram deixar o país e voltar para Portugal. Eles foram perseguidos pela frota brasileira até Lisboa.

As comemorações para o dia de Independência da Bahia

As comemorações para o dia 2 de julho acontecem desde 1824, desde então com muitas festas nas ruas e homenagens aos brasileiros que lutaram. Este dia é uma das datas mais importantes da Bahia, uma festa demoracrática. O desfile sai da Lapinha e percorre as ruas do centro histórico chegando ao ponto final no Campo Grande.

São vários os eventos que ocorrem nesse feriado estadual. Todos carregados de tradição e amor pela cidade. Um concurso para eleger a casa mais bonita acontece também. As casas são enfeitas tornando a cidade ainda mais colorida. Você pode presenciar a chegada do Fogo Simbólico em Pirajá, o desfile do cabloco e da cabloca, concerto da Filarmônica, o Baile da Independência e o encerramento das festividades com a Orquestra do Maestro Reginaldo.

Em que dia é este ano o Independência da Bahia ?

Para nao faltar os preparativos para celebrar esse dia importante de Independência da Bahia, nos deixamos-te este calendario oficial para cada ano.